Alta Joalheria

Qual a diferença entre cristal e diamante: conheça o que as diferenciam!

12 de janeiro de 2024

Qual a diferença entre cristal e diamante

COMPARTILHE

É muito comum que as pessoas confundam os cristais com os diamantes, só que ambos são diferentes, apesar de parecidos. 

Cada um possui sua beleza única, mas suas origens, composições e características físicas os distinguem de maneiras intrigantes. 

Por existirem joalherias feitas das duas gemas, é importante conhecermos as diferenças físicas entre as duas, para não nos confundirmos na hora da escolha.

Então, neste artigo, a Sara Joias trouxe as principais diferenças entre cristal e diamantes, para você saber diferenciar na hora da escolha de uma joia. 

Vamos saber o que as diferenciam? Então, continue conosco e boa leitura! 

Qual a diferença entre cristal e diamante?

Mas afinal, qual a diferença entre cristal e diamante? A seguir, separamos tópicos para falar das diferenças desses dois elementos utilizados na alta joalheria. Vamos conhecê-las? 

Cristal

cristal

Quando falamos em cristais, podemos citar diversos significados, mas, no caso, estamos falando diretamente dos cristais utilizados em joias.

De modo geral, os cristais são formados a partir de nucleação, um fenômeno que ocorre quando alguns elementos se dissolvem entre si. 

Quando esses elementos se juntam entre si, eles formam uma estrutura maior, que também se dissolverá ao longo do tempo. 

No entanto, esse fenômeno não acontece naturalmente, ele é realizado por uma máquina, desenvolvida pelo tcheco Daniel Swarovski. 

Após essa invenção, os cristais ficaram conhecidos mundialmente como uma imitação dos diamantes, por conta do seu brilho e beleza que se assemelham muito. 

Diferentemente do diamante, que é uma formação natural que acontece entre rochas, o cristal é feito a partir do vidro, de cristal e acrílico. 

Para identificar um cristal é importante saber que eles podem vir em diferentes tamanhos e cores variadas.

Além disso, os cristais possuem uma dureza menor que a do diamante, que é de 10 na escala Mohs, sendo que os cristais têm 6-7. 

Composição química

Os cristais de vidro possuem óxido de chumbo na sua composição química, oferecendo ao cristal maior brilho, densidade e transparência, além de facilitar a modelagem. 

A quantidade de óxido de chumbo nos cristais pode variar de 10% a 30%, dependendo da qualidade do produto. 

Além do óxido de chumbo, os cristais de vidro também possuem sílica ou dióxido de silício (SiO2), que é o principal componente do vidro comum. 

Formato

O formato do cristal de vidro depende do tipo e da qualidade do produto, bem como do processo de fabricação e modelagem. 

No entanto, a forma original do cristal é hexagonal que possui seis lados, sendo prolongada em alguma direção. 

No processo de fabricação, o cristal pode mudar de forma, dependendo do produto que será feito, como taças, joias, vasos, lustres e outros.

Brilho e cores

O brilho e a cor do cristal de vidro dependem da sua composição química, do seu processo de fabricação e da sua modelagem. 

Como o cristal possui óxido de chumbo em sua fórmula, ele oferece maior transparência, densidade e refração da luz. 

Por isso, a cor do cristal pode ser natural ou artificial, sendo a natural determinada pela presença de impurezas na sílica.

Diamante

diamante

Agora vamos falar sobre o diamante, que apesar de ser semelhante ao cristal, é derivado de um fenômeno natural do mundo, sendo bem mais caro e valioso. 

O diamante é uma forma de carbono puro que se cristaliza sob altas pressões e temperaturas no interior da Terra. Não é à toa que é a gema mais resistente do mundo.

Essa pedra preciosa é tão resistente que nenhum outro mineral consegue afetá-lo, somente outro diamante.  

Por conta disso, é considerado uma pedra preciosa de alto valor, pois possui características únicas, como dureza, brilho, transparência e refração da luz.

Ele pode ter diferentes cores, dependendo das impurezas ou pigmentos que contém em sua composição. Por isso, é extremamente utilizado em produtos de joalheria. 

Devido à sua dureza, origem e beleza, o diamante é uma das pedras mais valiosas do mundo, sendo altamente usada em relógios de luxo, anéis, alianças, colares e outros. 

Além dos produtos de joalherias de luxo, devido à sua dureza extrema, o diamante também é muito utilizado em equipamentos e processos industriais. 

Composição química

A composição química do diamante é muito simples: ele é formado por átomos de carbono ligados entre si de maneira covalente. 

Por isso, cada átomo de carbono está ligado a outros quatro átomos de carbono, formando uma estrutura tridimensional tetraédrica. 

Essa estrutura deixa o diamante com uma grande dureza, resistência e brilho, além de outras propriedades ópticas e físicas.

Formato

O formato do diamante pode variar de acordo com sua formação, mas, geralmente, ele possui uma forma de cristal cúbico.

No entanto, o formato do diamante pode mudar de acordo com sua finalidade. Normalmente, o fancy shape é mais utilizado para produtos de joalheria. 

Porém, existem outros tipos de cortes, como: princesa, esmeralda, cushion, oval, pera, marquesa, coração, Tiffany True, entre outros.

Brilho e cores

Já o brilho e a cor do diamante depende da sua composição química, do seu progresso de fabricação e da sua modelagem. 

Por isso, o diamante pode ter diferentes cores, dependendo das impurezas ou pigmentos que contém. 

A cor do diamante é avaliada em uma escala que vai de D (incolor) a Z (amarelo claro). Então, quanto menos cor o diamante tiver, mais raro e valioso será.

Mas, em geral, eles podem ter cores como rosa, azul, verde, vermelho, roxo, laranja e marrom. 

Quer encontrar uma loja onde vende joalherias de luxo com diamantes? Então, a Sara Joias é o lugar certo. Conheça o catálogo completo das nossas joias de diamante!

Conclusão

Apesar de serem parecidos, o cristal e o diamante não são a mesma coisa. O cristal é feito em equipamentos, já o diamante é um processo natural da natureza.

Por ser feito por indústrias, o cristal é um componente muito mais barato do que o diamante, sendo derivado do vidro. 

Já o diamante é uma gema extremamente valiosa e rara, sendo derivada de um fenômeno natural que acontece debaixo da terra.

Agora você não terá mais dúvida da diferença entre diamante e cristal, uma vez que será mais fácil identificar suas diferenças. 

Gostou deste conteúdo? Então, para mais como este, acesse o blog da Sara Joias!